Tapetes de Arraiolos

No artesanato português uma das artes que mais se destaca e representa a cultura portuguesa é sem dúvidas os tapetes de Arraiolos.

A produção dos tapetes na vila de de Arraiolos, terá tido o seu começo essencialmente originado por duas razões: os condicionalismos da região (matéria prima em abundância – a lã, teares e uma enorme  percentagem de artesãos relacionados com a tecelagem); e a existência e influência dos tapeceiros de origem islâmica, que estiveram em Portugal entre os séculos VIII e XV.

Os tapetes de Arraiolos, em comparação com diferentes espécies de tapetes (os tapetes persa e turco, por exemplo), denotam algumas semelhanças, existindo no entanto uma divergência notória na sua execução.
Enquanto os tapetes persa e turco são executados em teares, recorrendo à utilização de nós (assimétricos e simétricos), os tapetes de Arraiolos são bordados recorrendo ao já referido ponto cruzado oblíquo (o ponto de Arraiolos) sobre uma base consistente de tecido base forte.
É suposto que este tipo de ponto tenha sido utilizado em detrimento do nó tradicional, atendendo à simplicidade da sua execução. Não obstante esta particularidade, a decoração nos tapetes de Arraiolos, assemelha-se bastante aos tapetes persas, pela utilização das cores utilizadas, dos motivos e simetrias decorativas.
A influência oriental, especialmente dos tapetes persas, nos tapetes de Arraiolos não é somente ao nível da estrutura, mas igualmente na decoração.
Referente à estrutura, ela encontra-se estruturada de forma simetrica ao longo dos eixos (longitudinal e transversal) e rege-se por normas rígidas na utilização das cores e no tipo de decoração, conforme as áreas (campo, barra e centro).
Quanto à decoração, esta orienta-se pela evolução dos modelos decorativos dos tapetes persas, incluindo no entanto elementos de outras origens e influências (os tapetes espanhóis ou as colchas indo-portuguesas, por exemplo).
Texto adaptado do original A História dos tapetes de Arraiolos – Rita Carvalho Teixeira de Oliveira

Comentários